segunda-feira, 24 de março de 2014

Invertendo a polaridade

"Sem título", lápis de cor e esferográfica
sobre sketchbook, 2014.

Ainda na fase de experimentação e de produção com os alunos.
Esse foi um trabalho com o tema já citado, representação da paisagem, mas com algumas diferenças do trabalho anterior, que era de observação.

O importante, nesse caso, era usar a imaginação para criar uma flor que não existe.
Enquanto alguns alunos criaram plantas carnívoras, com dentes afiados e olhos bem vivos para deixar a sua presa escapar, eu preferi a simplicidade de uma rosa, mas invertendo a polaridade, ou seja, colorindo de maneira inversa.

Também continuo, nesses trabalhos, desenhando com materiais mais simples. O lápis é Faber-Castell não aquarelável e o papel do sketchbook é um desses baratinhos encontrados em qualquer papelaria.