quinta-feira, 29 de março de 2012

Fuleiro, mas ta valendo


Desenho vagabundo, feito em um papel vagabundo e com um pincel e um nanquim vagabundo para acompanhar.
Fiz apenas para não perder o que sobrou da tinta no copinho descartável de café (de muita qualidade, diga-se de passagem) depois de uma atividade com as crianças de uma das escolas em que trabalho.
Como o nanquim é muito tóxico, neste caso é melhor que não seja de muita qualidade mesmo, pois é mais seguro para elas.

O motivo não é novo (para manter a tradição). Mas para um desenho de 10 minutos feito entre uma aula e outra sem muitas pretensões, até que não tá nada mau.

É como eu sempre digo: enquanto eu descanso, carrego pedra. Se quisesse moleza, sentaria no pudim...