quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Tons de pele


Estudo simples de tons de pele em aquarela sobre moleskine.

Os rostos não foram desenhados buscando a proporção real. Pelo contrário, o esboço rápido os deixou mais caricatos, com os olhos ou os lábios, por exemplo, um pouco exagerados, mesmo não sendo de maneira absurda.

O objetivo era realmente entender a relação entre as cores, como elas se misturam, como se complementam, como se sobrepõem em camadas, etc., além da diferença ente os tons de pele clara e escura. Este deve ser um exercício constante para o artista para que a execução de cada trabalho seja cada vez mais rápida.

Quando eu fiz a disciplina de Ilustração Científica, o professor sempre dizia que ao olhar para uma folha de uma árvore, automaticamente o ilustrador deveria saber quais tons (e quantidade) de amarelo e azul deveriam ser misturados para se alcançar a cor observada. Aqui a ideia é a mesma, mas com o foco na face humana, que é mais a minha praia. Como eu sei que eu estou longe disso, o jeito é continuar praticando. Ainda bem que, para mim, isto não é nenhum sacrifício...