sábado, 21 de janeiro de 2012

Em processo: descorticação orbital (parte 2)

Ainda no processo de conclusão da terceira gravura, abaixo pode-se ver a matriz já entintada, o que permitiu visualizar de maneira mais clara como ficaria a cópia depois de impressa.


Como já disse anteriormente, o fato de eu não ter desenhado em toda a matriz dificulta o entendimento do desenho, mas, mesmo assim, o resultado ficou de acordo com o esperado, e pode visto na gravura abaixo.


A ideia era obter uma imagem com bastante contraste, de modo que houvesse poucas hachuras e sombreados entre o claro e o escuro. Quanto a descorticação, a escolha pela região ocular no local de maior sombra deixou, na imagem, um ar mais sombrio, e o sorriso malicioso, um certo sarcasmo.

Eu aproveitei ainda, assim como nas outras gravuras já mostradas, o fundo chapado da madeira para compor o trabalho. Por isso, como eu havia planejado, não lixei muito bem a matriz para que os veios da madeira ficassem bem evidentes.

Na próxima e última xilogravura que mostrarei, feita no lado oposto desta, o fundo foi completamente retirado e o trabalho, mesmo seguindo a mesma série de imagens, ficou bem diferente. Mas comentarei sobre ela sem pressa um pouco mais para frente...