segunda-feira, 25 de abril de 2011

Para começar a semana com muita vida!

Como eu sou um girassol
Você é meu sol..

Ira!, "O Girassol".

"Sem título". Pastel e carvão sobre caderno artesanal.

A vida é assim: cheia de contrastes. Não há nada que não possua um antagonismo. Para cada coisa há uma não-coisa que também caracteriza a coisa. Em uma outra acepção, o que não é você também define quem você é.

Portanto, denotar o feio também caracteriza o belo, assim como representar a morte é também uma forma de exaltar a vida. Olhando por esse lado, os opostos podem até não se atraírem, mas precisam um do outro para serem quem (ou o quê) são.