terça-feira, 26 de abril de 2011

Matando a saudade

Finalmente, hoje, depois de um bom tempo, pude parar, sentar, refletir e, o mais importante, voltar a desenhar a natureza.

Até cheguei a comentar em outra postagem o quanto esse contato me faz falta, já que ultimamente o tempo anda bastante escasso. Como já estava na UnB e só fiquei sabendo que a aula estava cancelada as 8h30 através de um e-mail enviado pela professora as 8h10 (bacana isso, não é?!), aproveitei que o caderninho e o estojo estavam na mochila e andei pelo campus atrás de um lugar agradável para esboçar.

Como a universidade é bem arborizada (e eu acho que ainda poderia ser mais), não foi difícil achar um local com muitas árvores e cantos de passarinhos. Não era o meu ideal bucólico, mas era o que tinha para hoje.

"Sem título", caneta colorida sobre sketchbook, 2011.

O desenho foi feito com caneta colorida Staedtler Triplus Fineliner 0,3 mm sobre papel canson 200 g/m² em um dos meus cadernos artesanais. Os resultados com estas canetas sempre me agradam, já que, além das cores muito vivas, com o traço muito fino posso fazer tanto pequenos detalhes como grandes áreas com hachuras.

Indico isto para todos: desligar-se um pouco da rotina e tentar ver a vida com outros olhos.