quarta-feira, 20 de abril de 2011

Estudos para descorticação visual

Alguns estudos ainda para uma próxima tela. Aqui, o foco foi o rosto e a região interior ressaltada foi a dos olhos.

Neste que foi o primeiro estudo dos três, a região sem pele foi apenas a dos músculos orbicular das pálpebras, ou seja, estes músculos circulares que recobrem a órbita dos olhos. Tentei ressaltar o olhar com um brilho que parecesse bem vivo, e segui com hachuras no resto da imagem. Achei o resultado interessante, mas a falta de cor impossibilitou, a meu ver, uma melhor harmonia ou compreensão da proposta.


Neste segundo, continuei com a ideia do brilho dos olhos como forma de incorporar vida a personagem, mas abri mais a região descorticada, pegando uma parte dos músculos do nariz, dos músculos inferiores e o início dos temporais, perto das orelhas. Fiz também cabelos cacheados para variar um pouco e exercitar, já que, mesmo achando lindo, não é sempre que os desenho.


Já no terceiro, retirei o globo ocular para tentar representar o olhar sem os olhos. Dei ênfase, então, nos ossos e fissuras dessas cavidades, sem a presença dos músculos laterais. Assim como nos dois desenhos acima, mantive a presença das sobrancelhas como forma de conservar o semblante do rosto.


A ordem da casa no momento é continuar em busca de uma visão mais profunda, visão além d'olhos (seja com ou sem a presença dos mesmos...), em busca de uma imagem que represente uma intimidade aconchegante das personagens e, quem sabe, do espectador.