quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Pensamento da semana

O papel das crianças

O desenho deveria ser livre. Nenhuma criança jamais deveria ter sua arte julgada, analisada, reprimida e nem mesmo exaltada. Não confunda o desenho do monstro com o próprio monstro. Quando uma criança se representa de espada e escudo na mão, ela está fantasiando sobre um poder que ela não tem, e se no papel ela corta cabeças, são cabeças de tinta e papel! Deixe o guri extravasar seus medos, seu ódio, sua tristeza de uma forma sadia e necessária, que é a arte.”

Thais Linhares, em O que é qualidade em ilustração no livro infantil e juvenil - com a palavra o ilustrador.